Estação de recarga para carros elétricos: da gestão aos modelos de negócio

share on facebookshare on likedin
29/04/2021

Em 2020, o Brasil presenciou um crescimento de mais de 60% no licenciamento de veículos elétricos e híbridos em relação ao ano anterior, segundo dados do Renavan e da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores - ANFAVEA. Clique aqui para ler o relatório completo de 2020 disponibilizado pela Voltbras.

O crescimento na frota nacional de elétricos é um forte indicativo da evolução do mercado como um todo e, como reflexo, gera-se um movimento de adaptação das empresas em relação às novas demandas do mercado, como se observa pelas eletrovias já presentes e operantes no Brasil, pelos novos modelos de locação de veículos - agora com carros elétricos, pela eletrificação das frotas de veículos de grandes empresas, entre outros.

Para além de eletrovias - que visam prover a recarga dos veículos elétricos que viajam por todo o país - também serão necessárias outras estruturas de suporte a este novo momento da mobilidade. É sabido, também, que não só as pessoas físicas passarão a ter, cada vez mais, veículos elétricos, mas também pessoas jurídicas e grandes frotas.

Consequentemente, é concomitante ao aumento no uso dos carros elétricos a necessidade de adaptação de uma malha inteligente de carregadores para atender a este crescente público.

Tratando de carregadores, eles próprios oferecem tecnologias embarcadas, destacadamente o Open Charge Point Protocol - OCPP, que traz inúmeras oportunidades de negócio. A partir de uma estação de recarga equipada com OCPP e de um sistema de gerenciamento de eletropostos, como a Voltbras, é possível ‘se comunicar’ com a tal estação, enviar comandos remotamente e obter inúmeras métricas de funcionamento da estação em si e da rede em que ela está inserida.

A partir da comunicação com o equipamento e do crescimento da frota de veículos elétricos como um todo, abrem-se novas oportunidades principalmente no que tange à gestão, operação e tarifação de redes de recarga e eletropostos.

Gestão da sua rede de recarga

Quanto à gestão dos carregadores, com uma plataforma avançada é possível ter métricas em tempo real de cada eletroposto que se tem instalado, como quantos e quais conectores e eletropostos estão em uso no momento, se existe algum problema ocorrendo e qual o motivo, qual a média de uso de cada carregador, quantas pessoas diferentes têm utilizado o ponto, quais os horários de menor e maior procura, qual a duração média das recargas e a curva de potência de cada uma delas, qual o gasto médio de energia por recarga, qual o valor, em reais, que a recarga representa, qual o histórico de uso por período - personalizável por horas, dias e meses, como foi feito o desbloqueio da estação de recarga, entre outras métricas relevantes para aumentar a eficiência de um negócio na mobilidade elétrica.

Outro ponto importante quando se fala de gestão é a necessidade de ouvir o cliente e obter feedbacks para a melhoria constante. Pensando nisso, é importante ter um canal de comunicação direto com o cliente final do eletroposto. A tecnologia Voltbras, por exemplo, dispõe de um canal através do qual comentários que se queira fazer durante o uso do eletroposto poderão ser enviados facilmente e, imediatamente, o feedback individualizado será encaminhado para o gestor da rede.

Assim, para mais do que saber se existe algum problema operacional com o carregador, o gestor de um negócio de recargas pode obter um retorno ainda mais refinado por meio de observações que podem sugerir, por exemplo, necessidade de melhora na iluminação do local, a observação de que seria positivo ter Wi-Fi disponível para os usuários, ou, ainda, um pedido por mais limpeza nos arredores da estação. Como resultado, o gestor tem as informações atualizadas em relação aos aspectos mais importantes do seu negócio e obtém os dados e métricas fundamentais para tomar as decisões mais acertadas e embasadas para acelerar o seu negócio.

Com uma plataforma que se comunica e fornece dados em tempo real sobre os carregadores em campo, é possível fazer diversos testes relevantes para o crescimento do negócio. Como, por exemplo, testes A/B nas estações de recarga, alterando parâmetros específicos e analisando seus resultados para verificar o aumento, ou não, do uso e receita daquele equipamento.

Operação e manutenção da sua rede de recarga

A operação dos carregadores apresenta outras necessidades. Assim como qualquer outro negócio e tecnologia, também os eletropostos podem apresentar erros e falhas, que são contratempos no dia a dia. Considerando este fato, surge a oportunidade de ofertar o serviço de operação dos eletropostos em campo.

Na prática, isto significa estar observando constantemente os eletropostos, o que pode ser feito presencialmente - o que gera mais custos de operação, ao passo que demanda um funcionários à disposição para observar cada eletroposto, sem mencionar custos de deslocamento - ou remotamente, por meio de uma plataforma de gestão - reduzindo o número de funcionários necessários, visto que em uma só tela se tem a visão de todos os eletropostos em campo, em tempo real.

Esta observação constante do carregador é um elemento chave na eficiência de um negócio de recargas, pois é a partir dela que se tomam as medidas necessárias sempre que alguma falha ocorre, evitando consequências indesejadas, como afastar o cliente do ponto de recarga.

Por meio do acompanhamento em tempo real e de uma plataforma de gestão completa, é possível não só observar o eletroposto, mas também executar comandos remotamente para sanar os problemas ocorridos. Um exemplo seria o caso de um conector travar no carro elétrico do cliente, o que poderia ocasionar certo incômodo ao impedir outros clientes de iniciarem sua recarga. Com uma plataforma preparada, o operador do eletroposto pode enviar o comando de destravar o conector, e, imediatamente, tal comando será obedecido pela estação, resolvendo aquela intempérie antes que se torne um problema.

Este é apenas um dos exemplos do que pode ocorrer na operação diária de um eletroposto. Para falhas mais ou menos complexas, é de fundamental importância ter os dados e opções de ação remota e imediata para tirar o máximo de eficiência e disponibilidade de cada ponto de recarga.

Assim como no gerenciamento, são necessárias métricas para avaliar o desempenho da operação da sua rede, por conta disso, a Voltbras oferece dados sobre a quantidade de alarmes ocorridos em determinadas estações, além do tempo em que ela de fato ficou disponível para ser utilizada.

Rentabilizando a sua rede de recarga

A tecnologia para possibilitar a cobrança de recarga dos motoristas de carro elétrico já está disponível e traz consigo importantes discussões sobre as melhores formas de executar esta cobrança.

Apesar de a possibilidade de cobrança de recarga ser algo novo, é um fato compartilhado por pessoas que utilizam e recarregam veículos elétricos que, dada a quantidade escassa de carregadores existentes na atualidade, a falta de informação sobre seu funcionamento e, ainda, o pouco investimento na melhoria nos serviços de recarga disponíveis, este público demonstra o interesse em pagar pela recarga para obter um serviço de maior qualidade, com mais informações, com um eletroposto em bom estado e sempre em funcionamento e com suporte em caso de falhas. Atentas a essa demanda, existem eletrovias sendo lançadas no Brasil com o apoio da tecnologia Voltbras para gestão e monetização das estações, junto do aplicativo para uso dos eletropostos e suporte para o usuário da rede de recarga.

Logo, a tarifação tem se mostrado um fato aceito e até mesmo desejado por quem utiliza os carregadores de carro elétrico, e, para os gestores dos carregadores, trata-se de uma possibilidade extremamente interessante.

O ganho com recargas irá dar início à adaptação do próprio negócio para a cobrança de recarga que, num segundo momento, espera-se maior adesão da população aos carros elétricos, certamente irá representar retornos mais expressivos, se tornarndo algo relevante e estratégico para todo o negócio na mobilidade elétrica.

Com a tecnologia Voltbras de monetização de recargas também é possível inovar nas fórmulas de tarifação, aplicar diferentes preços para diferentes conectores e testar as formas de maior aderência pelos clientes e as que representam maior retorno.

Modelos de negócio para a sua rede de recarga

As oportunidades de gestão, operação e tarifação mencionadas anteriormente são observadas principalmente nos mercados de recargas domésticas em condomínios, em pontos de recarga localizados em comércios e áreas públicas e em carregadores que dão suporte para frotas elétricas.

Condomínios

Tratando dos condomínios, é conhecida a necessidade de gestão para individualizar o consumo de energia de cada morador que utiliza o ponto de recarga, bem como para realizar a cobrança justa de energia conforme o uso do eletroposto. Para condomínios que são tanto comerciais quanto residenciais, ou ainda para condomínios residenciais com volumes representativos de visitantes, pode ser interessante disponibilizar a tarifação por cartão de crédito para os usuários, assim se abre a oportunidade de utilização do carregador por um público maior do que apenas os condôminos.

Por sua vez, a operação de carregadores em condomínios é relevante ao dar a segurança necessária para moradores e visitantes realizarem suas recargas tranquilamente, dado que qualquer imprevisto poderá ser resolvido antes de atrapalhar os planos de recarga dos condôminos. Para a operação em condomínios também é interessante notar que, a partir de uma observação constante dos dados de uso do eletroposto, o operador pode indicar com precisão o momento em que é necessário aumentar a quantidade de eletropostos disponíveis para uso, antecipando a demanda.

Pontos comerciais

Para os eletropostos localizados em pontos comerciais ou em áreas públicas, continuam válidos os benefícios da gestão apontados anteriormente - insights sobre o negócio, o uso e os feedbacks dos clientes -, aos quais acrescenta-se, ainda, o de que um eletroposto bem gerido e convidativo, localizado em um ponto comercial, tem o potencial de atrair ainda mais consumidores ao passo que é atrativo para o público de motoristas de carros elétricos, os quais podem aproveitar o intervalo de recarga para fazer compras no empreendimento.

A operação em pontos de grande tráfego de clientes é de suma importância para manter o eletroposto funcionando da melhor forma possível e evitar incômodos. Quando um cliente passa a frequentar o ponto de comércio por ser um usuário do ponto de recarga e tem uma má experiência, pode-se perder a fidelidade deste cliente, o que é evitado a partir de uma gestão eficiente e de uma operação preventiva.

No que toca à tarifação, esta representa oportunidades de negócio ao abrir a possibilidade de, por exemplo, criar planos específicos para os clientes do estabelecimento que fazem a recarga por lá, como descontos, bônus para compras no comércio, entre outros. Assim, cria-se um diferencial convidativo e associado ao serviço de recarga.

Frotas elétricas

Por último, para a gestão de eletropostos utilizados por frotas elétricas, tem-se, possivelmente, a mais indispensável peça para o bom funcionamento da frota elétrica. É imprescindível que se saiba quais veículos foram recarregados, quanta energia foi transferida para o veículo elétrico em cada recarga, quanto tempo o veículo permaneceu carregando, em qual horário foi feita a recarga, qual foi o motorista que iniciou a recarga, qual a taxa de disponibilidade dos eletropostos, etc. Estes são dados estratégicos para o melhor funcionamento e maior rentabilidade da frota, e a partir deles se pode criar políticas de recarga que beneficiem o negócio como um todo.

A operação dos pontos de recarga utilizados por frotas elétricas são especialmente estratégicos, dado o fato de que cada veículo da frota poderá ter seus horários definidos para recarga, com estreitos limites para sua realização, otimizando seus resultados.

Neste contexto, para uma frota elétrica, pode ser especialmente ruim se um eletroposto que se necessita utilizar estiver indisponível, com um botão de emergência pressionado impedindo o seu uso, ou apresentando qualquer outra falha com potencial de atrapalhar a atividade da frota toda. Desta forma, uma operação eficaz é estratégica para manter todos os veículos rodando de forma otimizada por estarem devidamente carregados, conforme os horários e condições previstas.

No quesito de custos de recarga, as frotas elétricas podem ter os seus próprios eletropostos ou utilizar redes de terceiros, para driblar custos com infraestrutura. Considerando a última opção, é interessante a se considerar a criação de políticas de uso específicas, como horários especiais para uso dos veículos da frota, políticas de pagamento como cartões de desconto ou de crédito para a frota - cujo objetivo seria permitir que a cobrança da recarga fosse feita de forma diferenciada, com base em um desconto aplicado para aquela frota ou então com a cobrança ao final do mês.

Para ambos os exemplos citados, é necessário que haja uma tecnologia de gestão de eletropostos aplicada, pois esta poderá criar e aplicar as referidas políticas de uso e de pagamento, dando suporte para os modelos de negócio nos mais diversos segmentos nos quais os eletropostos serão utilizados.

Para viabilizar o seu negócio na mobilidade elétrica

O desenvolvimento do mercado da mobilidade elétrica é visível e caminha a passos largos, criando oportunidades de negócio até então desconhecidas. Para estar à frente neste mercado e tirar o máximo de cada negócio, uma tecnologia de ponta é indispensável. A Voltbras é pioneira no desenvolvimento de tecnologias para a mobilidade elétrica no Brasil e tem uma solução simples para todo o tipo de negócio.

Ficou interessado?

Tire dúvidas e realize cotações pelo formulário abaixo, ou nos envie um email.

Assunto